Qual é o melhor método para moer o café antes de preparar a bebida?

3 dúvidas sobre o café que todo mundo tem vergonha de perguntar respondidas!
3 dúvidas sobre o café que todo mundo tem vergonha de perguntar: respondidas!
26/07/2019
Brasil: O maior produtor de café do mundo!
Brasil: O maior produtor de café do mundo!
08/08/2019
Qual é o melhor método para moer o café antes de preparar a bebida

A moagem certa para o café existe, a trituração dos grãos é sempre feita antes do preparo da bebida quando se utiliza o método de infusão.

Ocorre que quando os grãos de café são moídos, as fibras aquecem e com isso, liberam o gás carbônico, conforme isso acontece, as essências das fragrâncias do café são liberadas.

Por conta disso, aquele cheiro de café inebria os ambientes, todavia, depois de um determinado período ele se perde.

Durante muitos anos, os grãos de café eram moídos manualmente, mas com o avanço da tecnologia, hoje em dia também são usados moedores elétricos.

Mas, o que nunca muda é que a moagem certa é sempre aquela realizada o mais próximo possível da preparação da bebida.

Quais são os tipos de moedores de café?

Os baristas não abrem mão do método de moagem na hora do café, isso porque é mais fácil garantir aquele aroma que conquista os amantes da bebida.

O fato é que existem uma infinidade de marcas e modelos, desde os compactos aos mais robustos. No entanto, existem algumas categorias. Os moedores manuais e os elétricos.

Saiba mais sobre cada um deles:

– Moedor de café manual               

É a forma mais correta de manter a tradição, entretanto, é mais indicado para preparar pouca quantidade de café.

Baristas que atuam em cafeterias com grande volume de pessoas podem ter dificuldades de conseguir atender a demanda com esse equipamento.

A vantagem é que ele é compacto, tem um suporte que pode ser de vidro, inox ou de acrílico e geralmente possui lâminas de cerâmica juntamente com seu sistema de manivela para trituração.

Os moedores manuais deixam o resultado bastante homogêneo, porém, possui poucas variações de granulometria.

Pode-se dizer que o preparo do café com o moedor de café manual é um ritual mais demorado, todavia, confere uma bebida cheia de aromas.

– Moedor de café elétrico

Esse modelo é indispensável para baristas que moem uma grande quantidade de grãos por dia. Geralmente, eles conseguem processar acima de 45g de grãos, ou seja, são rápidos e facilitam o atendimento da demanda do estabelecimento.

Tem alguns modelos que podem ser especificados a granulometria desejada e também possuem um timer para ajustar a quantidade de grãos que deseja moer.

Os moedores elétricos de metal são os mais caros, entretanto possuem muitas regulagens e conferem o resultado de café moído que o profissional precisa para preparar qualquer tipo de bebida que elevam os grãos.

Moedor com lâminas ou mós – Qual é o melhor?

Tudo vai depender da usabilidade, mas os especialistas apontam que as lâminas não são ideais para utilização avançada, pois eles não possuem precisão de moagem, ou seja, eles trituram os grãos em tamanhos e proporções diferentes.

Existe uma forte relação entre granulometria dos grãos com o método de preparo. Além disso, o tempo do pó em contato com a água podem interferir no sabor da bebida.

Porém, apesar das lâminas serem categorizadas como menos eficientes, elas possuem maior performance que a das mós. Além disso, elas são mais baratas.

Com relação às mós, elas realmente têm mais eficiência, são categorizadas em cônicas ou planas. Entenda:

– Mó Cônica – É um tipo de moedor de café que pode ser usado tanto em casa como profissionalmente. Existem modelos manuais e elétricos, ele quebra os grãos colocados no vão entre as mós interna e externa.

É esse ajuste de espaço entre elas que vai determinar o tamanho das partículas dos grãos de café.

– Mó Plana ou disco – Os grãos passam por dentro de dois discos chatos e dentados, eles se quebram e o padrão das partículas fica bem homogêneo.

Tem mais precisão e serve para grandes equipamentos de cafeterias automáticos.

Com relação às lâminas, elas funcionam como as hélices de uma liquidificador, por isso, elas não garantem uma moagem homogênea e podem comprometer a qualidade final da bebida.

Tipo de moagem de café para cada forma de preparo

A moagem certa para preparar o café vai depender da forma como ele é preparado. Por isso, é importante compreender isso antes de escolher adquirir o equipamento adequado. Confira!

– Máquina de expresso – As partículas do café devem ser finas, somente assim é possível extrair uma boa bebida.

– Filtro – Moagem média é o mais adequado, isso inclui o coador de pano e o do papel;

– Ibrik ou Café Turco – As partículas devem ser extras finas, parecendo farinha de trigo ou talco. Portanto, é necessário moer bastante os grãos para conseguir esse efeito, geralmente, o moedor manual é o mais indicado.

– Prensa Francesa – Moagem grossa, parecendo farinha de kibe.

Em suma, o barista precisa entender a moagem certa para cada tipo de preparo, dessa forma, é possível escolher o melhor equipamento de moagem de acordo com a sua necessidade e volume de preparo da bebida.

Gostou do nosso conteúdo? Confira também: 9 passos para degustar café como um profissional!

  • 11
    Shares
  • 11
    Shares
Café Vô Luiz
Café Vô Luiz
O Café Vô Luiz é uma escolha perfeita de notas aromáticas com doçura prolongada, marcante e sabor inconfundível que durante o preparo se transforma em um corpo concentrado e cremoso, harmoniosamente equilibrado graças a cuidadosa seleção dos melhores grãos da espécie arábica e aos cuidados durante cada fase de produção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *